Bibliografia / Bibliography

 

APA. Plano estratégico dos resíduos industriais. Estrutura do plano. Versão 2001. Agência Portuguesa do Ambiente-APA. 2001AR. Decreto-lei no. 39/95. Acordo entre o governo da república portuguesa e o governo da confederação Suíça respeitante à reexportação e tratamento das escórias de alumínio. Assembleia da República-AR.18 nov. 1995.

APEMETA. Acordo entre o governo da República Portuguesa e o governo da Confederação Suiça respeitante à reexportação de alumínio. Associação Portuguesa de Empresas de Tecnologias Ambientais-APEMETA. 18 abr. 1995.

APPINGER, Christian. Marsch der Metallwerke möllersdorf. Youtube. 22 abr. 2013. [Arquivo de vídeo].

AR. Série n. 76/VIII/2. Assembleia da República-AR. 28 abr. 2001.

AR. Série n. 41/VII/3. Assembleia da República-AR. 19 fev. 1998.

DOERING, Metallwerke. Pulverbeschichtung von Döring-Metallwerke in Marl ITW Gema. Youtube. 15 mai. 2010. [Arquivo de vídeo].

DOERING, Metallwerke. Pulverbeschichtung von Döring-Metallwerke in marl ITW gema. Youtube. 15 mai. 2010. [Arquivo de vídeo].

FUXSBERGER, Fuxs. Metallwerke Renner GmbH. Youtube. 2 dez. 2012. [Arquivo de vídeo].

METALLWEKER, renner gmbh. Kunstausstellung Metallwerke Renner GmbH. Youtube. 14 jan. 2015. [Arquivo de vídeo].

O SETUBALENSE. Exportação das escórias custou aos contribuintes 900 mil contos. O setubalense. 16 dez. 1998.

PAeM. Escórias no Meu Quintal, Não! Portugal: Ambiente em Movimento-PAeM.  2016.

PEREIRA, Marcos António do Couto. Contaminação do solo por metais pesados. Dissertação de mestrado em Engenharia do Ambiente.Faculdade de EngenhariaFE-,Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologia-ULHT. jun. 2013.

PSR. Escórias de alumínio fora do prazo. Portal Setúbal na Rede-PSR. 19 jan. 1998.

PSR. Mas o problema não acabou por aqui. Portal Setúbal na Rede-PSR.14 dez. 1998.

TECNOLOGIAS DO AMBIENTE. Exportação ilegal de resíduos tóxicos na Europa. Tecnologias do Ambiente. 2014.

 

30 jun. 2017.